quarta-feira, 12 de maio de 2010

DIA DO ENFERMEIRO

quarta-feira, 12 de maio de 2010

A ENFERMEIRA FLORENCE NIGHTINGALE

Enfermeira inglesa nascida na cidade italiana de Florença. Com seu trabalho, lançou as bases dos modernos serviços de enfermagem, ganhando fama, portanto, como fundadora da profissão de enfermeira e como reformadora do sistema de saúde. Educada pelo pai, aprendeu grego, latim, francês, alemão e italiano, história, filosofia e matemática. Após, transferiu-se para Londres, onde passou a trabalhar como superintendente de um hospital de caridade. Sempre interessada pela enfermagem, durante a guerra da Criméia (1854 -1856), integrou o corpo de enfermagem britânico como enfermeira-chefe do exército, em Scutari, Turquia.
Durante a guerra constatou que a falta de higiene e as doenças matavam grande número de soldados hospitalizados por ferimentos. Assim, desenvolveu um trabalho de assistência aos enfermos e de organização da infra-estrutura hospitalar que a tornou conhecida em toda a frente de batalha, consagrando a assistência aos enfermos em hospitais de campanha. Suas reformas reduziram a taxa de mortalidade em seu hospital militar de 42,7% para 2,2% e voltou famosa da guerra, passando a batalhar, com considerável sucesso, pela reforma do sistema militar de saúde. Fundou uma escola de enfermagem no Hospital de St. Thomas, em Londres, a primeira escola de enfermagem do mundo (1860).
Como era solteira, trabalhava fora de casa e agia de acordo com as suas idéias, serviu de exemplo a outras mulheres e contribuiu para impor respeito pelo papel da mulher na sociedade, e só parou de trabalhar quando ficou completamente cega (1901), morrendo em Londres, aos noventa anos de idade.
Ela considerava a estatística essencial para entender qualquer problema social e procurou introduzir o estudo deste ramo da matemática para justificar suas conclusões. Tornou-se pioneira na utilização de gráficos, para apresentar dados em uma forma clara para que todos, inclusive os generais e membros do parlamento, pudessem compreender. Seus gráficos criativos constituíram-se em um marco no crescimento da nova ciência da estatística.
A lâmpada é um símbolo e uma tradição na Enfermagem brasileira em homenagem a Florence Nightingale.
À noite, Florence, com sua lâmpada de azeite, visitava cada soldado, prestando-lhes cuidados, oferecendo-lhes uma palavra de apoio e promovendo-lhes o conforto necessário para a recuperação.
Essa rotina conferiu-lhe a denominação de "A DAMA DA LÂMPADA"

Florence, sem dúvidas, foi uma mulher à frente de seu tempo...

Uma singela homenagem ao Dia do Enfermeiro!
Parabéns à todos os meus colegas!
Que nunca percam o desejo sincero de cuidar com Amor!!!!
Mil beijos,
Gislene.

PS: Este texto encontra-se no meu outro blog. O endereço é
[MEDICINA]
Façam uma visitinha!

3 bilhetes:

*Teresa Cristina* disse...

Linda e valiosíssima homenagem!!
Tem uma cena de um filme de Patch Adams-O Amor é contagioso em q ele faz uma linda referencia a esta classe trabalhadora.
Linda quarta pra ti.
bjss

Elizabeth disse...

Oi Gi,
A Flavia sonhou com sua mãe, seu pai (não me pergunte como, pois ela nem o conhece), e voce que estava vestida toda de branco.
Um beijo, fique com Deus.

Valerie disse...

Olá, Gislene!
Acho imporante desmistificar essa cultura do pouco valor que tem a enfermagem. Nós sabemos da importância que tem esse trabalho e da grande maioria de auxiliares, técnicos e enfermeiros que abraçam o cuidar com amor mesmo, fazendo toda diferença.

Me senti homenageada também, viu? rs

Beijos querida. Tenha um dia de paz!

 
[MUNDO DA GISLENE] © 2008. Design by Pocket