sexta-feira, 19 de novembro de 2010

- SELINHOS AOS AMIGOS -

sexta-feira, 19 de novembro de 2010


Recebi 2 selinhos! Obrigada amigas! E quero compartilhar com todos, levem amigos!

Da amiga Marion, flordeluzdamary.blogspot.com o prêmio Dardos.
um manifesto contra o Bullying e suas tristes consequências para a sociedade.

Bullying é um termo da língua inglesa ( bully = "valentão") que se refere a todas as formas de atitudes agressivas, verbais ou físicas, intencionais e repetitivas, que ocorrem sem motivação evidente e são exercidas por um ou mais indivíduos, causando dor e angústia, com o objetivo de intimidar ou agredir outra pessoa sem ter a possibilidade ou capacidade de se defender, sendo realizadas dentro de uma relação desigual de forças ou poder.

O bullying se divide em duas categorias: a) bullying direto, que é a forma mais comum entre os agressores masculinos e b) bullying indireto, sendo essa a forma mais comum entre mulheres e crianças, tendo como característica o isolamento social da vítima. Em geral, a vítima teme o(a) agressor(a) em razão das ameaças ou mesmo a concretização da violência, física ou sexual, ou a perda dos meios de subsistência.


O bullying é um problema mundial, podendo ocorrer em praticamente qualquer contexto no qual as pessoas interajam, tais como escola, faculdade/universidade, família, mas pode ocorrer também no local de trabalho e entre vizinhos. Há uma tendência de as escolas não admitirem a ocorrência do bullying entre seus alunos; ou desconhecem o problema ou se negam a enfrentá-lo. Esse tipo de agressão geralmente ocorre em áreas onde a presença ou supervisão de pessoas adultas é mínima ou inexistente. Estão inclusos no bullying os apelidos pejorativos criados para humilhar os colegas.

As pessoas que testemunham o bullying, na grande maioria, alunos, convivem com a violência e se silenciam em razão de temerem se tornar as "próximas vítimas" do agressor. No espaço escolar, quando não ocorre uma efetiva intervenção contra o bullying, o ambiente fica contaminado e os alunos, sem exceção, são afetados negativamente, experimentando sentimentos de medo e ansiedade.

As crianças ou adolescentes que sofrem bullying podem se tornar adultos com sentimentos negativos e baixa autoestima. Tendem a adquirir sérios problemas de relacionamento, podendo, inclusive, contrair comportamento agressivo. Em casos extremos, a vítima poderá tentar ou cometer suicídio.

O(s) autor(es) das agressões geralmente são pessoas que têm pouca empatia, pertencentes à famílias desestruturadas, em que o relacionamento afetivo entre seus membros tende a ser escasso ou precário. Por outro lado, o alvo dos agressores geralmente são pessoas pouco sociáveis, com baixa capacidade de reação ou de fazer cessar os atos prejudiciais contra si e possuem forte sentimento de insegurança, o que os impede de solicitar ajuda.

No Brasil, uma pesquisa realizada em 2010 com alunos de escolas públicas e particulares revelou que as humilhações típicas do bullying são comuns em alunos da 5ª e 6ª séries. As três cidades brasileiras com maior incidência dessa prática são: Brasília, Belo Horizonte e Curitiba.

Os atos de bullying ferem princípios constitucionais – respeito à dignidade da pessoa humana – e ferem o Código Civil, que determina que todo ato ilícito que cause dano a outrem gera o dever de indenizar. O responsável pelo ato de bullying pode também ser enquadrado no Código de Defesa do Consumidor, tendo em vista que as escolas prestam serviço aos consumidores e são responsáveis por atos de bullying que ocorram dentro do estabelecimento de ensino/trabalho.


Orson Camargo
Colaborador Brasil Escola
Graduado em Sociologia e Política pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo – FESPSP
Mestre em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

Retirado do site brasilescola.com
Recomendo também o site pediatriabrasil.com.br

4 bilhetes:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Muito bom esse texto. foi muito bem escolhido. é triste essa questão do bullying, deve ser erradicado o quanto antes!

abraços e bom dia

Isa mar disse...

Oi Gislene, pior que isso sempre existiu mas só agora está sendo dada a devida atenção
Eu acho que pessoas que praticam esse ato são de baixa moral e espiritualidade.
Geralmente filhos de pais omissos que não ensinam valores a seus filhos, isso quando nas escolas né? pois acontece em vários outros locais e com pessoas de todas as idades.
Sua opinião será bem vinda em minha postagem de hoje, beijos

Meri Pellens disse...

Bullying é um caso sério. Sempre existiu. Ainda bem que as pessoas estão tomando consciência desse ato criminoso.

Beijoca!

Dagmar disse...

Vou levar os selinhos... e agradeço por oferecê-los.
Seu post sobre bullying é muito esclarecedor e este CRIME deve ser combatido em todas as suas esferas. Embora ainda seja relegado ao ambiente escolar, ocorre também na internet. Felizmente hoje, a policia já está especializada para rastreamentos e orientação quanto aos crimes virtuais.
Parabéns,
bjos
Dagui

 
[MUNDO DA GISLENE] © 2008. Design by Pocket