domingo, 20 de setembro de 2009

A PARTIDA...

domingo, 20 de setembro de 2009
[texto meu] FECHEI OS OLHOS...
DE REPENTE...
ME VI ANDANDO PELO CORREDOR CENTRAL DE UM CINEMA, CADEIRAS À ESQUERDA E À MINHA DIREITA... O CHÃO ERA REVESTIDO DE UM TECIDO VERMELHO... E AS POLTRONAS DE COR ESCURA...
ESTAVA LÁ, SOZINHA
COMO QUE POR UM IMPULSO, BUSQUEI UM LUGAR E ME ACOMODEI
OLHEI PARA FRENTE, AQUELA TELA IMENSA...
TUDO ME PARECIA MUITO ESTRANHO, MÁS, NÃO TIVE MEDO E NEM O IMPULSO DE SAIR DALI
QUIS FICAR E PARECIA QUE EU PRECISAVA FICAR...
A TELA COMEÇOU A PROJEÇÃO...
DO MEIO DELA FOI SURGINDO, CADA VEZ MAIOR , UMA CENA, E AO MESMO TEMPO, PARECIA QUE EU ESTAVA, AGORA, FLUTUANDO EM DIREÇÃO À ELA... E ENTREI...
VI TUDO, ERA COMO SE ESTIVESSE A UM PASSO ATRÁS, DE TODA A CENA QUE SE PASSARIA ALI...
ENTÃO, EU VI OU MELHOR, EU ME VI...
ERA UM CAIS...
MUITAS PESSOAS CONVERSANDO, CRIANÇAS BRINCANDO, MALAS, CARROS ESTACIONADOS, TODOS AGUARDANDO...
AGUARDANDO PARA ENTRAR NO NAVIO...
EU SABIA DISTO INTUITIVAMENTE...
E OLHEI PRA FRENTE, AGORA EU ERA ELA, A PRÓPRIA! A MOÇA DE AMARELO...QUE OLHAVA AQUELE BELÍSSIMO NAVIO! COMO ERA GRANDE, MAJESTOSO... ERA TÃO ALTO OLHANDO DE FORA... AQUELE CASCO ERA PRETO... E SEU COMPRIMENTO IMENSO, NÃO CONSEGUIA VISUALIZAR A PONTA ESQUERDA DELE... TINHA TANTAS JANELAS... E A RAMPA PROVISÓRIA PARA A SUBIDA EM TODAS AS CLASSES, JÁ SE ENCONTRAVA REPLETA DE PESSOAS, ALGUMAS ACENANDO COM AS MÃOS... DE ONDE EU ESTAVA, VIA DE LONGE NA PONTA DIREITA DO NAVIO, UMA DATA GRAVADA NO SEU CASCO, ERA 18....., TAMBÉM NÃO ERA MUITO NÍTIDO PARA MIM...
OLHEI PARA O CÉU, VIA GAIVOTAS QUE RASGAVAM O CÉU, UM DIA ENSOLARADO, AQUELE AR FRESCO QUE BATIA NO MEU ROSTO, PORÉM NÃO ME SENTIA FELIZ... SENTIA UM APERTO DENTRO DO MEU PEITO...
FOI AÍ QUE COMECEI A PRESTAR ATENÇÃO EM MIM...
TRAJAVA UM LINDO VESTIDO AMARELO...
COM RENDAS NO DECOTE, E NAS MANGAS... ERA LONGO, MÁS TINHA UM CINTO QUE O PRENDIA NA CINTURA, DANDO UM AR GRACIOSO À BELA ROUPA... SEU TECIDO ERA BEM LEVE... E ME CAIA MUITO BEM...
CALÇAVA LUVAS DE COR BEJE, CHEIA DE FURINHOS...E QUE IAM ATÉ O MEU PULSO COM RENDAS NAS PONTAS...
CALÇAVA BOTAS DE CANO CURTO, DE COR BEJE, E QUE ERAM QUASE QUE TOTALMENTE COBERTAS PELO MEU VESTIDO...
NA CABEÇA, UM CHAPÉU PEQUENO, DE TONALIDADE AMARELA, COBRIA MEUS CABELOS CLAROS E BEM PRESOS NUM COQUE, TINHA AQUELA RENDA NA FRENTE, QUE COBRIA MINHA VISÃO PARCIALMENTE...
NO BRAÇO ESQUERDO, TRAZIA DUAS PULSEIRAS DE PÉROLAS E MINHA MÃO SEGURAVA COM MUITA DELICADEZA, UM GUARDA-CHUVA DE CABO LONGO, QUE ESTAVA FECHADO NAQUELE MOMENTO... MINHA MÃO DIREITA TRAZIA UM MINE-BAÚ, QUE EU SEGURAVA PELA ALÇA...
NO PESCOÇO, UM LINDO COLAR DE PÉROLAS GRANDES, FAZIA UM BELÍSSIMO PAR COM AS MINHAS PULSEIRAS...
FOI QUANDO DIANTE DESTE QUADRO, EU PENSAVA COMIGO MESMA, ESTA SOU EU, EU ME LEMBRO, LEMBRO DESTAS ROUPAS, MÁS NINGUÉM ME VIA OU OUVIA...
ENTÃO, AQUELA MOÇA JOVEM E ELEGANTE, SE VIRA PARA TRÁS...
ERA COMO SE EU ESTIVESSE AGORA, DENTRO DELA, E NÃO ME VISSE MAIS FORA DA CENA...
AS MALAS ESTAVAM TODAS ALI, ERAM TIPO MALAS DE MADEIRA, LARGAS E ESTAVAM PRÓXIMAS À MIM, COLOCADAS NO CHÃO...
UM RAPAZ, DE TERNO ESCURO, CABELOS CURTOS E NEGROS, BIGODE BEM ALINHADO, DE ALTA ESTATURA, SE APROXIMA DE MIM COM TOTAL RESPEITO, ME CUMPRIMENTA COM A CABEÇA, E ME ENTREGA UM ÁLBUM...
ENTÃO, ME VIRO PRA FRENTE NOVAMENTE,E REPARO BEM NO ÁLBUM...
ELE ERA DE COURO MARROM ESCURO...
ABRINDO A PRIMEIRA PÁGINA, VIA DO LADO ESQUERDO, DUAS FOTOGRAFIAS E DO LADO DIREITO, MAIS DUAS... AS FOTOGRAFIAS TINHAM AS BORDAS BEM DECORADINHAS E PICOTADAS E ERAM DE TONALIDADE MARROM...
FORAM DUAS, A PRIMEIRA DO LADO ESQUERDO E A SEGUNDA DO LADO DIREITO QUE MAIS ME CHAMARAM A ATENÇÃO...
A PRIMEIRA ERA A DE UM CASAL, COM IDADE APROXIMADA DE UNS CINQUENTA ANOS DE IDADE E QUE ME EMOCIONOU MUITO POIS, SABIA QUE ERAM MEUS PAIS NAQUELE MOMENTO... E A SEGUNDA FOTO, ERA A DE UM GAROTINHO, SENTADINHO EM UM BANQUINHO DE MADEIRA, COM AS PERNINHAS CRUZADAS, DE MACAQUINHO CURTO COM SUSPENSÓRIO, CAMISA CLARA POR DEBAIXO, E BOTINHAS. NA CABEÇA UM CHAPÉU, TIPO OS NOSSOS BONÉS DE HOJE... ELE SORRIA NA FOTO...
NESTE MOMENTO, ME SENTI EXTREMAMENTE EMOCIONADA, E NUM ÍMPETO FECHEI O ÁLBUM E O TROUXE BEM PRÓXIMO DO MEU PEITO E O ABRACEI COM TODO O MEU AMOR...
EU OS RECONHECIA ALI E NO AGORA...
ENTÃO, O BARULHO DAS CHAMINÉS, EU VIA TRÊS IGUAIS, E SUA FUMAÇA PROVOCADA PELAS CALDEIRAS, ME TROUXE DE VOLTA ÀQUELE INSTANTE...
UMA TRISTEZA SE APODEROU DE MIM...
ELES NÃO QUISERAM IR ATÉ LÁ, SE DESPEDIR...
MÁS ERA PRECISO ME SEPARAR DA MINHA FAMÍLIA... EU SABIA...
ENTÃO, AQUELA IMAGEM DEU LUGAR À NOITE, AO FRIO, AO BARULHO DE GRITOS, DE CHORO, DE ÁGUA, MUITA ÁGUA, ÁGUA QUE ME SUFOCAVA E QUE ME IMPEDIU DE RESPIRAR...
DE REPENTE, ACORDEI, ME VI SENTADA NA CAMA, CORAÇÃO ACELERADO, COM SUOR NO ROSTO E COM AS MÃOS NO PESCOÇO, PUXANDO O AR, PRECISAVA RESPIRAR...
ENTÃO, COMPREENDI...
AQUILO FORA UM SONHO, UFA!
OU, RECORDAÇÃO?
JÁ NÃO SEI DIZER...

14 bilhetes:

isamenina disse...

Olá Gislene!
muito bonita essa história, gostei muito. Até mais. *Isa*...

Elizabeth disse...

Olá Gislene,
Voce escreve muito bem, tem muita facilidade para se expressar, deveria escrever um livro.
Um abraço.

giannigrazioli disse...

Ola! Gi
eu também me emociono muito com este episódio.
bjos no coração,
Teresa Grazioli

entremares disse...

Olá, Gislene...

Posso só dizer que gostei muito... e que me surpreendi?
Posso?

Aquele vestido amarelo ficaria muito bem na fotografia, ao convés, o céu carregado de cinzento ao longe, duas gaivotas passando e um raio de sol generoso, incidindo bem luminoso sobre você...

Beijos.
Um óptima semana para ti...
Rolando

Elizabeth disse...

Olá Gislene,
Já li os tres livros de que voce comentou. O André mora aqui em Campinas, bem pertinho da minha casa. No blog da Vila tem o site dele que é:- www.mensajefraternal.org.br
Um abraço.

Cristina e Márcia disse...

Gislene, caramba! Sabe quando vc chega num blog e vê uma postagem imensa, e sabe que precisa ler pq quer comentar, afinal são pessoas que esperam um retorno de seu sentimento ali exposto... Qd vi, senti um pouco assim... mas quando comecei a ler, não consegui nem respirar (rsrsrs) até terminar. Um show de expressão!!! Gostaria que vc desse uma passada no meu blog "Almas Tatuadas", onde eu e a Cris contamos as aventuras de nosso livro, e postamos algumas partes tb.
Vc vai gostar! (se quiser, veja os outros blogs tb...) Vc devia escrever, sua narrativa é fantástica!!!
Beijos, Marcia

o endereço do blog é www.almastatuadas.blogspot.com/

Gislene disse...

MARCIA E CRISTINA,
COMO SEMPRE SÃO MUITO GENEROSAS...
COM CERTEZA IREI ATÉ ESTE NOVO BLOG, PARA APRECIAR O TRABALHO DE VOCÊS! OBRIGADA, VIU!
BEIJOS,
GISLENE.

Gislene disse...

OI, ROLANDO
GOSTOU DO TEXTO, FICO FELIZ, OBRIGADA!
ÓTIMA SEMANA PARA VOCÊ TAMBÉM,
ABRAÇO,
GISLENE.

JR disse...

GI ,teu sonho é muito parecido com um que me acompanhou anos e acabei vindo morar numa ilha ,cercada por muita agua e por coincidência eles aumentaram e aqui reconheci que o lugar do sonho era muito parecido com o atual.
Daí eu quis até voltar para Porto ,pois achei que ia morrer afogada aqui e pra completar ,escutei uma voz ,vinda não sei da onde, que me dizia que da agua eu tinha vindo e pra ela eu voltava.
Comecei entrar no mar ,sempre com um cajado e só tomava banho na beirinha como uma velha vovozinha rsrsr de medo de morrer afogada ,pois aqui tem quase 50 praias .
Fui investigar e não deu outra ,era LEMBRANÇA DA OUTRA VIDA e os sonhos daí sumiram.
Se os teus se repetirem muito, faça uma regressão automática em desdobramento noturno ,sempre amaparada por teu mentor e as coisas se esclarecem.
bJS

Sandra... disse...

Oi Gislene!
Achei muito interessante essas linhas,que escreveu...
E quanto à mensagem lá no espaço,fique à vontade,para copiar!
Te desejo uma excelente semana,regada de muita paz/amor e luz...Fiquem com DEUS e té+!

Teresa disse...

Ola! Gislene
vim agradecer sua visitinha, fique com o mestre maior a proteje-la sempre,
Teresa Grazioli

.Lis disse...

Oi,Gislene
Obrigada pelo comentário, retribuindo vim conhecer seu blog e estou achando muito bom. Conhecendo mais pessoas que gostam de escrever, estravasar, contar seuss sonhos ,criar personagens isso é excelente. Quisera também saber escrever.Por enquanto tranbordo sentimentos e pensares sobre a poesia e os poetas.
Volto depois pra conhecer-te melhor.
Abraços

JR disse...

GI ,já deixei a resposta lá no nosso blog ,mas ainda assim ,vim ratificar e agradecer teu comentário
bjs

Cristina e Márcia disse...

Gis,fiquei arrepiada com a sua narrativa,por sinal,muitíssima bem escrita!
O seu sonho,quase tangível,foi uma experiência de outra vida...acredito eu,e quem somos nós para duvidarmos dos mistérios que nos cercam?
Sua personagem é comovente,cheguei a sentir toda a tristeza que a envolvia.
Parabéns,vc certamente traz no sangue o prazer da escrita!
Bjs de magia,
Cris

 
[MUNDO DA GISLENE] © 2008. Design by Pocket