sexta-feira, 23 de abril de 2010

TERESA E CHICO

sexta-feira, 23 de abril de 2010



















Teresa de Calcutá, Chico do Brasil...

Com este título, lemos excelente artigo que nos remeteu a recordações do grande papel desempenhado, no mundo, por Madre Teresa de Calcutá e o médium mineiro Francisco Cândido Xavier.

Ambos nasceram no ano de 1910. Ela, Teresa, na Albânia. Ele, Chico, em Pedro Leopoldo, Minas Gerais.

Ela, católica. Ele, espírita. No entanto, portavam-se um e outro como verdadeiros integrantes da família universal.

Tinham muito mais em comum do que apenas o ano de nascimento.

Seu mestre era o mesmo, Jesus. Tinham o mesmo sobrenome, amor. Nasceram com o mesmo objetivo, servir. Ela foi laureada com o Prêmio Nobel da Paz. Ele viveu pacificamente toda a vida.
Teresa de Calcutá viveu para os menos favorecidos. Queria ser pobre. Nunca conseguiu.

Seu coração transbordava riquezas: a nobreza da generosidade, as pérolas da fraternidade, os diamantes da solidariedade.

Ela dizia, em toda a sua simplicidade, que a felicidade humana é impossível de ser mensurada.

Como controlar em planilhas estatísticas a felicidade de um faminto que encontra o alimento?

Ela tinha razão. Impossível mensurar a felicidade humana. Por isso, trabalhava sem estatísticas, mas em prol da felicidade e dignidade de seus irmãos de caminhada.

Chico Xavier, do Brasil, o mineiro do século, também queria ser pobre, sem sucesso.

Doou os direitos autorais de seus mais de quatrocentos livros psicografados, que venderam e continuam a vender milhares de exemplares em todo o mundo.

Poderia ter tido polpuda conta bancária. Preferiu a simplicidade. Mas, nunca foi pobre. Sua vida foi repleta de amigos dos dois planos da vida.

Chico era e será, onde estiver, um milionário, um magnata das letras, um ícone da humildade, um pobre das moedas, mas rico de amor...

Narram que quem se aproximava de Madre Teresa de Calcutá não conseguia conter a emoção, devido à irradiação de sua serenidade e sua intensa energia espiritual.

Aqueles que conviveram com Chico afirmam que sua presença iluminava, acalmava, tranqüilizava.

Chico e Teresa. Teresa e Chico. Parece que falamos de amigos: Olá, Teresa! Bom dia, Chico!

Mesmo os que não os conhecemos pessoalmente os sentimos como amigos.

Falar de suas conquistas, realizações e aventuras é como falar a respeito de amigos, porque entre amigos não há barreiras, inquietações, constrangimentos.

Teresa e Chico eram amigos do mundo, dos ricos, dos pobres, dos brasileiros, indianos, nigerianos, amigos de todos...

Teresa, de Calcutá e Chico, do Brasil deixaram marcas inesquecíveis e indeléveis. Ambos praticavam o amor.

O convite que nos deixaram é de, dentro de nossas possibilidades, vivermos como eles, servindo e amando para a construção de um mundo mais justo e fraterno.

Pensemos nisso!

[Redação do Momento Espírita com base no artigo “Teresa de Calcutá, Chico do Brasil”, de autoria de Wellington Balbo, de Bauru / SP, publicado na Revista Espírita bimestral da Comunhão Espírita Cristã de Lisboa, Portugal, de maio /junho 2009]

7 bilhetes:

*Teresa Cristina* disse...

Oiee...ótimo post pra se refletir, que cada um é capaz de tbém deixar a sua marca...fazer o bem não importa a quem e quanto....o importante é q seja sempre!!
bjss♥

(`•.•woman´)¸,ø¤º°`°º¤ø,¸¸,ø¤º°°`° disse...

LOVE & THANKS !!!!!!!!!!!!!

Love hugs

Teresa disse...

Ola! Gislene
amiguinha
que postagem!!!
fiquei emocionada com tanto amor dispensado ao próximo.
nos leva a reflexão, estamos praticando pelo menos um pouco dessa imensa caridade, vale pensar muito...
bjs no coração,
Teresa Grazioli

Elizabeth disse...

Oi Minha Querida,
São estrelas que deixam seus rastros benditos e temos que segui-los.
Beijo.

Espírito Azul disse...

Boa Tarde, Gislene! Que maravilhoso! Lutemos para conseguir sermos um pouco do que essas duas Estrelas foram de exemplo para nós. Uma tarde iluminada do sol mais suave! Gi

lis disse...

oi Gislene
Lindo o texto sobre esses dois personagens vivendo em situaçãoes tão diferentes e com práticas tao nobres e tão iguais.
Tivéssemso mais Teresas e Mais Chicos o mundo estaria mais justo e fraterno como fala o texto.
Bonito e singelo.Adorei
Abraços

Isa Grou disse...

Olá Gislene!
Aqui estou eu, e parabéns pelo espaço, viu?!
Fiquei muito feliz ao entrar aqui e logo de cara ler este maravilhoso post.
Com certeza voltarei mais vezes!
Beijos.

 
[MUNDO DA GISLENE] © 2008. Design by Pocket