domingo, 13 de fevereiro de 2011

NASA ANUNCIA DESCOBERTA DE SISTEMA PLANETÁRIO EM ESTRELA SIMILAR AO SOL

domingo, 13 de fevereiro de 2011
Astro luminoso tem seis pequenos planetas ao seu redor.
Sonda Kepler foi a responsável pelo achado.

Representação divulgada pela Nasa de Kepler 11 e seus seis planetas. (Crédito: Tim Pyle / Nasa
A agência espacial norte-americana (Nasa) divulgou nesta quarta-feira (2) a descoberta de seis planetas fora do Sistema Solar, localizados nas proximidades de uma estrela chamada Kepler-11. O nome vem da sonda responsável por detectar a estrela - muito parecida com o nosso Sol e a 2.000 anos-luz de distância da Terra.


Este é o sistema com mais planetas - com exceção do próprio Sistema Solar - já descoberto por astrônomos. Todos os seis planetas possuem densidade menor que a da Terra, um dado que permite a análise da composição dos astros. Cinco deles giram ao redor de Kepler-11 em menos de 50 dias e possuem massas de 2,3 a 13,5 vezes maior que a do nosso planeta. O sexto exoplaneta não teve seu peso determinado e sua órbita é mais longa, durando 118 dias.


Os tamanhos e órbitas dos exoplanetas foram determinados por especialistas da Universidade da Califórnia, em Santa Cruz. Esses dados serão relatados na edição da primeira semana de fevereiro da publicação científica "Nature".


A sonda Kepler foi lançada em 6 de março de 2009, com o objetivo de procurar planetas fora do Sistema Solar, especialmente aqueles nos quais as condições de vida poderiam ser desenvolver. A pesquisa é feita em uma região próxima à constelação de Cisne. Para isso, normalmente os astros precisam estar em uma região em relação a estrela que orbitam conhecida como "zona habitável" (goldilocks, em inglês) - sob esta condição, os planetas poderiam ter água líquida em sua superfície.


Atualmente, a busca por planetas fora do Sistema Solar, iniciada com a descoberta do primeiro em 1992, já rendeu mais de 500 novos astros.

Representação mostra diâmetro do sistema planetário Kepler-11. (Crédito: Tim Pyle / Nasa)
fonte: http://g1.globo.com

2 bilhetes:

Amapola disse...

Boa tarde, querida amiga Gislene.

Eu adoro todos os avanços e me deslumbro com eles.

Pode parecer bobagem o que vou dizer, mas é o que penso.
Tudo bem, que cavacar o universo pode trazer muitos benefícios para a terra.

Mas a fortuna que gastam com todas essas façanhas, daria para matar a fome dos habitantes daqui, e cuidar da preservação da terra.

Se nosso planeta sair do seu eixo, assim como acontece com o ser humano...

A prioridade deveria ser cuidar da casa primeiro, para depois sair à procura de novos mundos.

Tenho um filho que é biólogo, e conversamos muito sobre isso.

Na semana passada ele comentou sobre um possível projeto nuclear que, se for colocado em prática e não der certo, pode até acabar com a terra.

Adorei a sua postagem.

Um grande abraço. Tenha um lindo domingo.

Karla Thayse disse...

Olá!
Agradeço pelo selinho lindo, amei!
Desculpe a demora pra responder.

Tenha uma linda semana,
Beeijo

 
[MUNDO DA GISLENE] © 2008. Design by Pocket