domingo, 27 de novembro de 2011

F1- 2011/ INTERLAGOS - UM AUTÓDROMO DE MUITA HISTÓRIA

domingo, 27 de novembro de 2011
                            [S do Senna - Interlagos]


A F1 chega ao Brasil.
2011 foi o ano em que o nome do piloto alemão, Sebastian Vettel, bicampeão pela equipe Red Bull apareceu com especial destaque, vencendo 11 vezes e subindo ao pódio outras 16.
Já os 3 pilotos brasileiros, não contaram com bons resultados.
Felipe Massa e o inglês Lewis Hamilton se "estranharam"em muitas corridas; Bruno Senna teve sua melhor participação no GP da Itália chegando em nono lugar e Rubens Barrichello com um carro Williams inferior ao da maioria dos pilotos, esteve também em nono lugar nos GPs de Mônaco e do Canadá.
Última corrida da temporada 2011 acontece no autódromo de Interlagos, neste domingo.
Felipe Massa larga em sétimo, Bruno Senna em nono e Rubens Barrichello em décimo segundo.
Para a temporada 2012, Felipe fica na Ferrari, Bruno e Barrichello estão sem equipe confirmada.


-Interlagos-


Este autódromo inaugurado em 1940, tem uma história de 39 anos com a F1, carregada de muita emoção, superação e talento dos pilotos brasileiros.


Tudo começa em 1972, quando Emerson Fittipaldi dá show com sua Lotus preta. Faltando 5 voltas para acabar a corrida a suspensão do carro quebra. Emerson deu um giro de 360 graus e foi para os boxes. Metade do público, profundamente decepcionado, deixa o autódromo.




Em 1975, José Carlos Pace, piloto que morava no coração da torcida, superou o azar que o perseguia e a 8 voltas da bandeirada, assumiu a liderança da prova emocionando Interlagos com uma vitória inesquecível. Sua única na F1. Em meados dos anos 80, o autódromo passou a se chamar "Autódromo José Carlos Pace"em homenagem ao piloto.




Em 1989, Senna acompanha as obras de reforma do Autódromo.




1991, depois de nove anos no Rio, a F1 voltou a São Paulo. 
Ayrton Senna nunca  escondeu o sonho de vencer em sua cidade. A Williams, de Nigel Mansell e Riccardo Patrese, tinha o melhor carro e a McLaren, o melhor piloto, Senna. Com um carro inferior, ele largou na pole e manteve-se em primeiro. No fim, ficou só com a quinta marcha. Patrese se aproximava a cada volta. O talento de Senna fez diferença e ele venceu com apenas uma marcha.




1993, a McLaren de Senna corria com o motor Ford V-8, com 100 cavalos a menos que o Renault V-10 da Williams, de Alain Prost. O francês e seu companheiro, Damon Hill, colocaram dois segundos na classificação para Senna, terceiro no grid. Mas na volta 27(de um total de 71) começou a chover e as diferenças de equipamento ficaram reduzidas. Numa das mais espetaculares performances da carreira, Senna venceu, se emocionou, parou o carro na reta oposta e foi carregado pela torcida até o pódio.




Em 2008, Felipe Massa fez a pole e liderou a corrida do início ao fim. A 8 voltas do final, veio a chuva. Lewis Hamilton caiu para sexto, o que dava o título mundial para Felipe. Porém na freada da última curva, na última volta, Hamilton assume o quinto lugar, ficando com o título.




2009, Rubens Barrichello é poli debaixo de muita chuva, foi emocionante.




...Posso dizer que tenho um caso de amor com a F1.
GP do Brasil é especial para os brasileiros. 
E a lembrança das vitórias de Ayrton Senna marcaram, ficaram na memória.
Para esta corrida Lewis Hamilton leva em seu capacete uma pintura especial em homenagem ao tri-campeonato de Ayrton, seu ídolo, que será leiloado e revertido à Fundação Ayrton Senna.


                              [imagem espn.com.br]


[fonte de pesquisa, Divirta-se GP do Brasil/ Jornal da Tarde/ O Estado de S. Paulo- 18.11.11; imagens google]


4 bilhetes:

Carlos Varoli disse...

Querida amiga Gislene; adorei sua homenagem à F1.

Em 1972 eu era adolescente (15 anos), estava presente em Interlagos no domingo da corrida.

Também estava nos três dias da reinauguração de Interlagos em 1990, mas hoje não troco o conforto do lar e mais de 20 câmeras mostrando tudo.

Em 1990, quando o japonês Satoru Nakagima tirou o Senna da corrida, eu só fiquei sabendo o que aconteceu quando vi a imagem após chegar em casa, e eu estava no lugar mais caro do autódromo (Reta principal próximo do "S").

Querida, curta bastante a corrida, pois eu já estou de plantão na TV desde agora (11:19 horas).

Beijos,

Carlos espírita

Elizabeth disse...

Oi Gi,
Muito legal sua homenagem.
Beijo.

fabio disse...

Formula 1 nos apaixonamos por ela, pelo Ayrton, por seu espirito de bondade e superação pela perfeição, hoje já não é mais a mesma coisa, mas muito bonito seu comentário, ainda gosto da formula 1.

cris photos disse...

Bela homenagem! Nosso eterno campeão Senna.
bjus

 
[MUNDO DA GISLENE] © 2008. Design by Pocket