quarta-feira, 24 de outubro de 2012

DO AMOR

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

"...não se interrogava em saber se o amava. O amor, no seu entender, devia surgir de repente, com ruídos e fulgurações, tempestade dos céus que cai sôbre a vida e a revolve, arranca as vontades como fôlhas e arrebata para o abismo o coração inteiro." 

[Gustave Flaubert] 



"O coração é uma riqueza que não se vende nem se compra. 
Presenteia-se." 

[Gustave Flaubert]



"O amor não está nem aí para o que acreditamos e deixamos de acreditar. Ele acontece, apesar de nós."

[Fabrício Carpinejar]


2 bilhetes:

Anônimo disse...

Can I just say what a relief to find someone who actually knows what theyre talking about on the internet. You definitely know how to bring an issue to light and make it important. More people need to read this and understand this side of the story. I cant believe youre not more popular because you definitely have the gift.

Cristina Ferreira disse...

Oi Gi, que bonito post e a música, amo!!!

Beijos

 
[MUNDO DA GISLENE] © 2008. Design by Pocket