sexta-feira, 27 de maio de 2011

ENTRE ESCOLHAS

sexta-feira, 27 de maio de 2011


Entre os erros descobri acertos,
entre o desânimo encontrei forças,
entre destruição vi paredes aproveitáveis,
entre ruas perdidas, encontrei saídas,
entre a miséria eu vi esperança,
e no meio do caos, uma direção.
Quando o céu escureceu e a noite caiu,
a solidão me fez companhia,
e no meio do silêncio da noite perdida,
eu conversei com o vazio, e chorei,
e entre as lágrimas eu vi um riso,
e entre rir ou chorar,
preferi a gargalhada seca de quem espera,
e agora faço o meu caminho sem medo.
Entre o meu sonho e a realização: um fio,
uma tênue linha que nos separa,
um esforço a mais que eu tenho que realizar,
e entre o ficar e o ir, eu vou,
entre o amar ou o ficar, eu amo,
entre o mar e rio, eu navego,
entre o doce e o amargo, eu me lambuzo.
E se tenho tanta confiança,
é porque no fundo no fundo,
vive em mim uma criança,
que neste momento sorri, e diz sim para vida,
porque sabe perdoar e recomeçar, sempre...


[Paulo Roberto Gaefke]


...Esta sou eu.

2 bilhetes:

Lis disse...

Oi Gislene
que nossas escolhas tenham sempre algo do poema
são lindos conselhos de como viver bem
boa sexta feira amiga
deixo um abraço

Nina Dias disse...

Lindo, nos fortifica, bj Nina

 
[MUNDO DA GISLENE] © 2008. Design by Pocket