quinta-feira, 25 de agosto de 2011

DO SORRISO

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Um sorriso, ah esse sim, consegue expressar-se em sua simplória mudez.


[Cleice Souza]


Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: amor no coração e sorriso nos lábios.

[Martin Luther King]



O sorriso enriquece os recebedores sem empobrecer os doadores.

[Mário Quintana]



Sorriso, diz-me aqui o dicionário, é o acto de sorrir. E sorrir é rir sem fazer ruído e executando contracção muscular da boca e dos olhos.


O sorriso, meus amigos, é muito mais do que estas pobres definições, e eu pasmo ao imaginar o autor do dicionário no acto de escrever o seu verbete, assim a frio, como se nunca tivesse sorrido na vida. Por aqui se vê até que ponto o que as pessoas fazem pode diferir do que dizem. Caio em completo devaneio e ponho-me a sonhar um dicionário que desse precisamente, exactamente, o sentido das palavras e transformasse em fio-de-prumo a rede em que, na prática de todos os dias, elas nos envolvem.


Não há dois sorrisos iguais. Temos o sorriso de troça, o sorriso superior e o seu contrário humilde, o de ternura, o de cepticismo, o amargo e o irónico, o sorriso de esperança, o de condescendência, o deslumbrado, o de embaraço, e (por que não?) o de quem morre. E há muitos mais. Mas nenhum deles é o Sorriso.


O Sorriso (este, com maiúsculas) vem sempre de longe. É a manifestação de uma sabedoria profunda, não tem nada que ver com as contracções musculares e não cabe numa definição de dicionário. Principia por um leve mover de rosto, às vezes hesitante, por um frémito interior que nasce nas mais secretas camadas do ser. Se move músculos é porque não tem outra maneira de exprimir-se. Mas não terá? Não conhecemos nós sorrisos que são rápidos clarões, como esse brilho súbito e inexplicável que soltam os peixes nas águas fundas? Quando a luz do sol passa sobre os campos ao sabor do vento e da nuvem, que foi que na terra se moveu? E contudo era um sorriso.


[José Saramago]


foto ator Jude Law.

4 bilhetes:

Nina Dias disse...

A definição de sorriso de Saramago é simplismente sensacional, pois um sorriso faz um efeito e uma diferença tão grande em nossas vidas! bjs Nina
Um lindo sorriso pra você :)

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Gislena
Um sorriso é capaz de abrir várias portas, inclusive as do coração.
Bjux

cris photos disse...

Gislene, um sorriso é sempre tão bom, contagia todos. e mais triste que um sorriso triste é a tristeza de não saber sorrir. bjus

Carlos Varoli disse...

Bom dia amiga Gislene. Ótima matéria sobre o sorriso.
Que você tenha um final de semana feliz.
Beijos,
Carlos espírita

 
[MUNDO DA GISLENE] © 2008. Design by Pocket